A salvação é um meio e não um fim

image

“A salvação é o princípio de um grande caminho de transformação.” Ivan Baker

Analise essa frase acima e pense comigo: você é salvo para ser transformado ou vai se transformando até ser salvo?
Resposta certa: você é salvo para ser transformado!

Transformado para ser útil ao propósito de Deus e qual o propósito de Deus?
Se você não conhece qual é o propósito de Deus ao criar o homem, você erroneamente vai concluir que o propósito era a salvação dos homens.

Pensemos um pouco sobre a seguinte argumentação: Se, antes da fundação do mundo, Deus tinha o propósito de salvar o homem, então Deus é cúmplice do pecado, porque Deus necessitava que o homem pecasse para cumprir seu propósito.
Quando Deus disse: “não coma deste fruto”, na verdade, queria que o homem comesse e pecasse, ficando perdido e em trevas. Deste modo Deus poderia cumprir o seu propósito de salvar o homem e mostrar o seu grande amor. Ora, tudo isto é uma grande confusão! Deus jamais quis que o homem pecasse!

A salvação não era o propósito do coração de Deus. A redenção foi necessária por causa da queda. A queda não foi “programada” para que houvesse salvação.
Esta salvação é tão grandiosa que temos a tendência de confundi-la com o próprio propósito de Deus. Mas não é assim. Não devemos pensar que o propósito de Deus é simplesmente salvar o homem do inferno e levá-lo para o céu.

Essa visão da Bíblia com um enfoque humanista (o homem no centro de tudo), conclui que o propósito de Deus era a salvação dos homens. Tudo girando em torno do homem e de suas necessidades. Esta visão equivocada ocorreu porque sempre víamos o propósito de Deus começando com a queda do homem. Sendo assim, como o homem está perdido, a salvação do homem se tornou o centro do propósito eterno de Deus.

É claro que Deus quer salvar a todos os homens. Isto vimos claramente nos textos de 1Tm 2.3-4; 2Pe 3.9 e Jo 3.16. Mas nós não devemos confundir aquilo que Deus deseja com o que é o seu propósito.

O propósito de Deus não surgiu com a queda do homem. É algo que já estava no seu coração antes da fundação do mundo. “assim como nos escolheu nele antes da fundação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis perante ele.” (Ef 1.4).
A salvação não era o propósito do coração de Deus. A redenção foi necessária por causa da queda. A queda não foi “programada” para que houvesse salvação. Nós precisamos conhecer qual era a primeira intenção de Deus, qual era o propósito que Deus tinha em seu coração quando criou o homem.

Qual o propósito de Deus ao criar o homem? “Também disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança.” (Gn 1.26). Quando Deus fez o homem, Ele queria ter filhos com a sua imagem, com a sua natureza e com a sua vida. Deus queria ter uma grande família que expressasse na terra a sua glória e autoridade.

O pecado corrompeu e estragou o homem. O homem perdeu a vida e a imagem de Deus. Tornou-se uma outra criatura. Não era mais o mesmo homem, era uma homem morto para Deus e inútil para o seu propósito de ter uma grande família de homens semelhantes a Ele.

Uma vez que todos os descendentes de Adão ficaram inúteis para o seu propósito, Deus teve que criar uma nova raça de homens. Como Ele fez isto? Através do novo nascimento que todo homem tem que experimentar através de Jesus. Deus nos dá uma nova vida em Cristo!
“E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas.” (2 Co 5.17). O homem se torna uma nova criatura, recebe a natureza de Deus (2Pe 1.4) e a imagem daquele que o criou (Cl 3.10)

A salvação por meio de Jesus Cristo, o admirável Filho de Deus, com sua obra redentora, dá nova vida ao homem, restaurando-lhe a comunhão com o Pai, e fazendo o homem ser transformado na imagem de Jesus.

A salvação vem do Senhor, Ele salva, Ele liberta, ele dá nova vida em Cristo, para que o homem que era morto, receba a vida de Cristo e faça parte do seu propósito de ter uma grande família de homens semelhantes a Jesus: essa família é sua igreja, Seu povo, Seu corpo, Sua noiva que Ele vai voltar para buscar.

A salvação não é o alvo, é o meio para alcançar o propósito. A redenção nunca poderia ser um fim em si mesma, mas apenas um meio de graça para consertar um grande erro.

Para Paulo, a redenção nunca foi o propósito de Deus. Ele entendia que o propósito de Deus era a família eterna (Ef1.4,5; Rm 8.28,29). Uma família perfeita em Cristo (Fp 3.12-14). Sua obra para o Senhor não consistia em buscar apenas a redenção do homem, mas em apresentar este homem a Deus, restaurado à imagem de Jesus Cristo. “… o qual nós anunciamos, advertindo a todo homem e ensinando a todo homem em toda a sabedoria, a fim de que apresentemos todo homem perfeito em Cristo”. (Cl 1.28)

Fonte: Apostila O propósito Eterno de Deus

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s