OITO VERDADES SOBRE O BATISMO EM CRISTO (Parte 1 de 3)

Por  Evangevaldo Farias de Souza

… não ultrapasseis o que está escrito…” (1Co 4.6)

Algumas asseverações sobre o batismo que não correspondem ao que está escrito:

·  o batismo é um símbolo;

·  o batismo é um sinal exterior do que já ocorreu interiormente conosco quando “aceitamos a Jesus pela fé”;

·  o batismo é um testemunho público de nossa fé;

·  o batismo é um ato de obediência à ordem de Jesus;

·  o batismo é uma imitação do exemplo de Jesus.

A palavra de Deus reveste o batismo em Cristo de grande importância. Há uma razão de ser para o batismo. O ensino de Jesus e a prática dos primeiros apóstolos revelam isso. Antes de se aceitar qualquer tradição católica, protestante ou evangélica sobre este assunto, deve-se perguntar: qual o ensino e a prática do Novo Testamento?

1.  O batismo, por que é necessário?  O batismo é o recurso escolhido por Deus para nos incluir em Cristo e nos tornar participantes de Sua vida! É por meio do batismo que experimentamos o novo nascimento, recebendo a vida de Cristo Jesus!

Vejamos:

a) O homem foi criado à imagem de Deus. Ao reproduzir-se, encheria a terra de filhos iguais a si mesmo, com a imagem e semelhança de Deus. Seria a grande e perfeita família de Deus (Gn 1.26-28);

b) Ao rebelar-se contra Deus, o homem morreu espiritualmente (Gn 2.16,17; Ef 2.1,5; Cl 2.13), tornando-se uma outra criatura. Transformou-se num ser carnal (Gn 6.3; Jo 3.6; 6.63), separado de Deus (Ef 2.11,12; 4.18) e sem comunhão com Ele, porque Deus é Espírito (Jo 4.24). Assim como nós não podemos ter qualquer relacionamento com quem está morto fisicamente, Deus não pode ter comunhão com quem está morto espiritualmente. Carne e espírito são dimensões de vida irreconciliáveis. Deus não pode governar a carne (Rm 8.6-8; Gn 6.3 – a palavra “agirá” neste texto de Gênesis, também pode ser traduzida como “governará”).

Tornando-se um ser carnal e morto espiritualmente, Adão fez-se inútil para seu Deus. Ao reproduzir-se, então, encheu a terra de filhos iguais a ele: carnais, rebeldes e mortos espiritualmente – uma raça decaída e inútil para cumprir o propósito de Deus, porque se tornara incapaz de se reproduzir à imagem de Deus (Rm 3.10-12,23; 5.12).

c) Para voltar a ter comunhão com Deus, tendo vida no espírito, e fazer parte da família de Deus, o homem precisaria nascer de novo. Sim, o homem precisa de um novo nascimento para obter uma nova vida, não mais da carne, mas do Espírito (Jo 3.3-7). Foi esta a solução apresentada por Jesus.

2.  O batismo, nossa união com Cristo – nascendo de novo, recebendo a imagem de Deus e nos tornando Seus filhos,  juntos com Jesus – Gl 3.26,27.

O texto diz que todos nós somos filhos de Deus pela fé em Cristo Jesus (Gl 3.26). Devemos, então, perguntar: como e quando nos tornamos filhos de Deus pela fé? Como atuou esta fé que nos tornou filhos de Deus? O próprio texto responde, no verso seguinte: porque …  fostes batizados em Cristo…” (Gl 3.27). Quando fomos batizados em Cristo, fomos revestidos de Cristo! Aleluia! Fomos cobertos e envolvidos por Ele.

A palavra batismo foi transliterada e significa: ser colocado em; enxertar; submergir; tornar participante. Deste modo, quando somos batizados em Cristo, somos colocados nEle, enxertados e submergidos nEle. Somos incluídos em Cristo e nos tornamos participantes de Sua vida – somos vivificados. No batismo, nos é devolvida a vida de Deus porque nos unimos a CristoPor isso nos tornamos filhos de Deus, pela fé, em Cristo Jesus (Gl 3.26,27).

Consideremos uma ilustração que nos ajudará a compreender esta realidade de nossa união com Cristo: se tomarmos uma pequena folha de papel e tentarmos arremessá-la a um alvo que esteja a uns quatro ou cinco metros, perceberemos que ela não conseguirá vencer a resistência do ar. Dará voltas sobre si mesma e cairá perto de nós ou, então, será levada pelo vento em qualquer direção. Assim é o homem que está separado de Cristo e tenta fazer a vontade de Deus – ele não consegue, não tem poder para isso; sua própria carne, o mundo e o diabo não lhe permitem.

Se, porém, pegarmos esta mesma folha de papel e a “batizarmos” em um livro, ou seja, a colocarmos dentro de um livro, enxertado-a nele, submergindo-a nele, tornando-a participante dele, poderemos arremessar esse livro ao alvo que tínhamos em mente, e a folha de papel chegará juntamente com ele, porque está incluída nele. O livro tem condições de vencer a resistência do ar que impedia a folha de papel de chegar ao seu alvo. Assim somos nós quando fomos batizados em Cristo: recebemos poder para vencer o mundo, a carne, o pecado e o diabo. Podemos chegar ao alvo que Deus nos deu – Aleluia! Incluídos em Cristo, podemos cumprir o propósito de Deus!

3. O que acontece no batismo – Rm 6. 3-6; Cl 2.11-15.

Usemos, outra vez, a ilustração da folha de papel no livro. Tomemos, agora, este livro com a folha de papel “batizada” nele e o arremessemos ao mar. Que acontecerá com este livro depois de algum tempo? Por certo estará completamente destruído. E como estará a folha de papel que estava dentro dele? Igualmente destruída. O que acontece com o livro acontece, também, com a folha “batizada” nele. Assim será se o lançarmos no fogo ou o cortarmos com uma destas guilhotinas de gráfica. A folha de papel está “batizada” no livro; uniu-se ao livro tornando-se um só corpo ou uma só planta com ele. Tornou-se participante de tudo o que ocorre com o livro.

No texto de Rm 6.3-6, o apóstolo Paulo está perguntando aos cristãos romanos se eles não sabiam que tudo o que aconteceu com Cristo Jesus aconteceu conosco. Não saberiam eles que fomos unidos a Cristo e revestidos de Cristo pelo batismo e, deste modo, nos tornamos uma só planta com Ele? Não saberiam os romanos que unidos a Cristo nos tornamos participante de tudo o que ocorreu com  Ele mesmo?

                “Ou, porventura, não sabeis que …?”

·  Cristo foi crucificado? Nós estamos nEle e fomos crucificados também (6.6);

·  Cristo foi morto? Nós que estamos nEle, também (6.3);

·  Foi Cristo sepultado? Nós também (6.4);

·  Ressuscitou o nosso amado Senhor? Aleluia! Nós também! Que grande glória!(6.4,5).

                Tudo o que ocorreu com Cristo se torna realidade para nós que estamos unidos a Ele pelo batismo!

Em Cl 2.11-15 o apóstolo está ensinando esta mesma verdade: que fomos unidos a Cristo no batismo. Deste modo, juntamente com Ele, nos tornamos participantes de Sua morte, sepultamento e ressurreição. Também, no batismo, tivemos todos os nossos pecados e delitos perdoados (Cl 2.13; At 2.38; 22.16), obtendo completa vitória sobre Satanás e suas acusações (Cl 2.14,15).

Que tremenda realidade espiritual ocorre quando somos batizados! Como satanás tem se esforçado – e conseguido – esconder esta realidade de uma expressiva parte da igreja! Todo filho de Deus precisa conhecer e experimentar esta verdade.

Saibamos todos que:

·  o batismo em Cristo não é um mero símbolo;

·  o batismo não é um sinal exterior do que já ocorreu interiormente;

·  o batismo não é um simples testemunho público de nossa fé;

·  o batismo não é apenas uma demonstração de obediência à ordem de Jesus;

·  o batismo não é seguir do exemplo de Jesus.

Não! Não é isso que diz a Escritura. Ao contrário, a Escritura nos diz que o batismo é a nossa união com CRISTO. Aleluia!

Leia a parte 2 – https://jesusalegriadoshomens.wordpress.com/2018/07/29/oito-verdades-sobre-o-batismo-em-cristo-parte-2-de-3/

Leia a parte 3 – https://jesusalegriadoshomens.wordpress.com/2018/07/29/oito-verdades-sobre-o-batismo-em-cristo-parte-3-de-3/

Anúncios

Um comentário sobre “OITO VERDADES SOBRE O BATISMO EM CRISTO (Parte 1 de 3)

  1. Pingback: OITO VERDADES SOBRE O BATISMO EM CRISTO (Parte 2 de 3) | Jesus - o Verbo de Deus

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s