A motivação certa do cristão

Paulo diz em Romanos 1:14 :”Eu sou devedor, tanto a gregos quanto a bárbaros, tanto a sábios como a tolos”.
Será que Paulo está falando sobre 4 tipos de pessoas? gregos e bárbaros, depois fala sobre sábios e tolos. Ele está dizendo a mesma coisa 2 vezes: os gregos são conhecidos por sua sabedoria e o bárbaros eram selvagens e não educados, ele está falando sobre esses 2 tipos de pessoas e repete para dar ênfase. Paulo se diz devedor a esses 2 tipos de pessoas, ou seja, ele era devedor a todos fora de Israel.
Quando se está em débito com alguém, é porque você recebeu algo e deve pagar de volta. Então por que Paulo diz que estava em débito com os gregos e os bárbaros, o que ele recebeu dos gregos e dos bárbaros para estar em débito com eles? Nada! Então porque ele é um devedor? Ele não é um devedor pelo que recebeu deles, mas por causa do que ele recebeu de Deus e o que ele recebeu de Deus? Salvação através do Evangelho de Jesus Cristo. E então o que ele deve fazer? Como ele deve tentar pagar isso a eles? Pegando aquele dom, aquele presente que ele recebeu e dando pra outros.
Nós andamos nas ruas e vemos pessoas que não conhecem a Cristo, e deveríamos dizer: Estou em débito com essa pessoa, mas você nem conhece aquela pessoa, ela não fez nada por você, mas você deve entender como você para com aquela pessoa, você está em débito para compartilhar o Evangelho com ela, com todos os homens, não por causa do que fizeram por você, mas por causa do que Cristo fez por você.
Talvez eles te tratem mal, riam de você, odeiem você e tratem mal mas você está em débito com eles por causa do que Cristo fez por você. E isso tem relação com todas as áreas da nossa vida. Por exemplo: sou casado e estou em débito para com minha esposa, muitos maridos agem assim: eu vou dar pra minha esposa o que ela me dá, se ela me tratar bem, eu vou tratá-la bem, mas se ela não me tratar bem, eu vou tratá-la da mesma maneira e isso nunca funciona, isso destrói e acaba um casamento.
Você precisa mudar a maneira como você pensa, eu estou em débito para tratá-la com amor, não por causa do que ela fez por mim, não por causa da maneira como ela me responde, mas pelo que Cristo fez por mim, tudo em nossa vida: todo pensamento, toda palavra, toda ação deve ser governada por isso, por essa motivação – JESUS MORREU POR MIM! Então como eu devo viver?
Minha esposa não é perfeita, eu não sou perfeito, meu irmão em Cristo não é perfeito, então toda vez que olho pra eles, sempre vou encontrar uma razão para não amá-los, porque eles falham comigo porque são humanos, exatamente como eu já falhei com eles, então eu sempre posso achar uma razão para não agir da maneira correta com eles. Mas eu nunca posso achar uma maneira de não agir certo com Cristo pois Cristo nunca me falhou.
Você precisa ter o entendimento de que tudo que você faz é por causa de Cristo, essa é a motivação mais elevada que podemos ter e que deve governar sobre tudo. Eu os amo, não primeiramente por causa deles, mas por causa de quem Cristo é e do que Ele fez por mim.
Se Cristo é a minha razão pela qual eu faço todas as coisas, então minhas motivações não serão inconstantes, serão sempre constantes, porque Ele sempre merece a minha obediência. E quanto mais eu conheço o que Ele fez por mim e o que Ele ainda vai fazer por mim, não nessa vida mas na eternidade, mais eu serei dirigido a fazer coisas que O agradam!
Então eu sou um devedor para com todas as pessoas. Qual é a minha motivação? O grande presente que eu recebi no Evangelho de Jesus Cristo. Isso deve ser o fator de controle da minha vida.
Paul Washer

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s