DEUS ENTREGOU O HOMEM AO SEU PRÓPRIO DESTINO

Eu me lembro de uma conversa entre pastores àlguns anos atrás sobre a situação moral do mundo. Um desses pastores declarou: “Os homossexuais não vão ganhar essa batalha…” e concluiu, “eles já ganharam!”. Isso aconteceu há uns 20 anos atrás. Hoje, reconheço que aquele pastor estava certo!

Um outro pastor ao pregar dizia, “quando o homem não quer fazer a vontade de Deus, Deus o ajuda a que ele faça a sua miserável vontade”.

Vocês já devem ter ouvido a expressão “Deus permitiu” e nisso alguns se baseiam para cometerem toda sorte de pecados, alegando que, “se Deus quizesse, Ele os impediriam…”. Pura idiotice extremamente ingênua.

Hoje quando eu vejo pessoas tentando defender a moral no mundo, lutar contra os homessexuais, acabar com o divórcio, dar um fim ao abôrto, destruir a violência doméstica, trazer justiça na causa dos pobres, lutarem contra a mentira e a rebeldia, eu digo, – tudo isso é causa perdida. Deus não está nisso! Deus não está lutando contra o Diabo, o inferno, a carne e o mundo. Deus não está nem aí para essa situação. Digo mais, Deus na verdade ENTREGOU o homem às suas paixões. Deus entregou o homem ao seu próprio destino!.

Nós não podemos mudar o curso deste mundo. Seja na sociedade, na política ou na religião. Onde estiver o homem, aí estará a permissão de Deus para que ele faça o que bem queira.

Desistimos? Abandonamos o barco? Não! Não se trata disso. Temos outras coisas mais importantes a fazer. Temos uma Igreja para construir, uma família pra edificar, um povo santo para preparar para a eternidade.

Não vamos perder nosso tempo lutando contra os governantes corruptos. Não vamos sair às ruas com bandeiras de protestos. Não vamos berrar nos programas de televisao e rádios como Don Quixote de LaMancha que lutava contra os moinhos de ventos. Não meus amigos… nossa luta não é contra a carne e sangue. Não é contra pessoas. Nossa luta deve ser no sentido de nos maternos fora de tudo isso. Lutar para sermos Santos e irrepreensíveis. Nos amar e nos servir. Amar e sermos misericordiosos. Perdoar e sermos perdoados. Servir e sermos servidos.

Deus entregou o homem ao seu próprio destino, mas entregou à Igreja a chave da eternidade. Deu-nos o poder para perdoar, para amar, para fazer justiça. Podemos sim, viver tudo o que Deus quer que vivamos.

Deixem os mortos que sepultem os mortos. Nós não precisamos provar nada para ninguém, mas mantermos a porta aberta a todos aqueles que, a qualquer momento possam entrar arrependidos. Essa é a nossa batalha!

Não fomos chamados para reformar o mundo, mas para vencê-lo! Vencê-lo significa que não seremos subjugados por ele. Não vamos nos amoldar, nem mesmo usar as mesma linguage.. Vamos sim, ser o que devemos ser. Bom seria lembrar as palavras de Jesus: “O mundo passa e com ele as suas paixões… mas aquele que faz a Vontade daquele que me enviou,permanecerá para sempre”. outra… “no mundo tereis aflições, mas tenham bom ânimo, Eu venci o mundo!” E como foi que Ele venceu o mundo? Nunca fazendo a sua própria vontade.

Não vos enganeis, de Deus não se zomba, pois tudo o que o homem semear, isso também ceifará!

Boa Batalha!

Roberto Carlos Fernandes
Fonte:

DEUS ENTREGOU O HOMEM AO SEU PRÓPRIO DESTINO

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s