Música mundana – não dá!

encher o coracao

Antes de nascer de novo e de receber de Jesus um novo coração, uma nova natureza, eu vivia pelo mundo me divertindo com todo tipo de música, de festa e de entretenimento, sem nenhum critério se alguma coisa ali ofendia a Deus.

Eu estava separada de Deus, eu estava morta em meus pecados e delitos (Efésios 2:1-3), eu sentia prazer em dançar nas festas e shows e buscava naquele ambiente e naquelas festas diversão, algo que me alegrasse, me satisfizesse e me preenchesse e eu me lembro que no meio de uma agitada Boate, com muita gente ao meu redor, muita bebida, badalação, bebidas, rapazes lindos, clima sensual, música envolvente, ambiente propício para liberar geral e eu me lembro bem ali no meio de toda aquela agitação, eu me senti vazia e sozinha, eu devia ter uns 27 anos.

Hoje, após 3 anos que nasci de novo e recebi a natureza de Jesus no lugar da minha antiga natureza, meus prazeres mudaram e já não sinto prazer nas mesmas coisas que antes me proporcionavam prazer carnal e momentâneo. Como diz Davi no Salmo 1, versículo 2, “meu prazer está na Lei do Senhor e na sua Lei medito de dia e de noite”. A Lei de Deus hoje pra mim é vida, é direção, é luz para eu andar, é meu norte, é tudo para mim e não tenho como ignorar o que Deus pensa.

A música mundana em geral, seja sertaneja, romântica ou de que gênero for canta e declara os pensamentos do mundo e não os pensamentos de Deus, nelas o pecado é exaltado, tanto a música como a letra são sensuais e estão cheias de declarações que ofendem a Deus, que ofendem o meu Deus e não tenho como ser indiferente a isso.

O Diabo é quem controla toda a música impura, ímpia, mundana. É o espírito do Anti-Cristo que atua no mundo para disseminar seus pensamentos e como podemos deixar esses pensamentos do Anti-Cristo entrarem em nosso carro, em nosso lar e na mente de nossos filhos? Quanto mais uma pessoa pertence a Jesus Cristo, tanto mais ela discerne esse espírito.
Como ouvir a música dos Titãs que diz “O acaso vai me proteger enquanto eu andar distraído…” numa melodia tão gostosa e repetir essa declaração ignorando que Deus é quem me protege e não o acaso? Não dá!

Como ouvir a música de Simone que diz “ Livre, livre para o amor, quero ser assim, senhora das minhas vontades e dona de mim” e declarar o oposto da minha fé que Jesus é o Senhor da minha vida e das minhas vontades e que sou livre para amá-lo acima de tudo? Não dá!

Como ouvir uma música que apesar de mencionar o nome de Deus ou de Jesus tem um ritmo sensual que leva o corpo a se balançar de forma lasciva, ignorando o que a Bíblia diz em Galátas 5:19-21? Não dá! Isso vai contra minhas convicções, convicções que foram gravadas em meu coração pelo Espírito Santo de Deus. Essas declarações violentam meus ouvidos e minha fé.

O Rock por exemplo, é uma música que saiu do ventre das trevas e da rebeldia. A geração atual não conhece as origens do rock. Se eles tivessem visto como nasceu o rock, saturado de drogas, exaltando a rebeldia e adorando a demônios, teriam uma melhor compreensão da sua origem
violenta, selvagem e louca e que nada enaltece a Deus e ao que é sagrado. Uma Lei clara de Deus é que toda semente se reproduz segundo sua espécie (Gn 1.12). Origem ruim, fruto ruim. Que tipo de fruto o rock produz? Santidade e pureza? Fome e sede de buscar a Cristo? Um coração humilhado e contrito? Convicção do pecado? Sejam honestos!
Quando os primeiros roqueiros (os Beatles) zombavam de Jesus Cristo e exaltavam as drogas nas suas músicas, que tipo de fruto era aquele? Quando 40.000 jovens reuniram-se em Woodstock em 1969 e lá ficaram três dias saturados de drogas e rock, e dali partiram para uma década de vio- lência e sexo imoral, que tipo de fruto foi este?

Paulo admoestou, “Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que for boa, para promover a edificação, para que dê graça aos que a ouvem” (Ef 4.29). Isso inclui todo tipo de música.

A música do mundo não motiva ninguém a dobrar os joelhos e orar, nem mesmo impulsiona os crentes a curvarem suas cabeças em adoração a Deus. A única coisa que essa música faz é levar as pessoas a demonstrações carnais de sacudir o corpo, de dança, que nada têm de espiritualidade e só alimenta a carne que quero tanto matar.

A música que tenho prazer em ouvir é a que declara o que Jesus fez por mim, seu amor incondicional que me alcançou, sua Lei, seus pensamentos para minha vida, que eleva minha alma a Deus, que enche meu coração com suas verdades, que me leva a me prostar e me render diante de sua grandeza, que exalta ao Deus da  minha vida.

Quanto mais sensíveis ao Espírito Santo estivermos mais sensível nosso ouvido ficará ao Espírito do Anti-Cristo que opera nesse mundo perverso. 2 Tes 2:7

fl 4 8

Marata, vem Senhor Jesus, tua noiva te espera!!!

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s