O evangelho barato e o evangelho de Jesus

O barateamento da graça e a fé fácil em um evangelho distorcido estão arruinando a pureza da Igreja.

O abrandamento da mensagem do Novo Testamento causou um inclusivismo podre na Igreja, ou seja, permitiu a inclusão na Igreja de qualquer pessoa que dê uma resposta positiva a Jesus, em outras palavras, a não rejeição aberta a Jesus esta sendo considerada como autêntica fé em Cristo.

O evangelicalismo moderno aceita e abriga qualquer pessoa que “simpatize” com Jesus mesmo que possuam um comportamento que denuncie um coração rebelde contra as coisas de Deus.
Essa distorção do evangelho de Cristo corrompeu a Igreja e o mundo não consegue ver a diferença entre os “cristãos” e os incrédulos. A mensagem de Jesus que vemos nos evangelhos, é completamente diferente da que é pregada hoje pelas igrejas evangélicas.

Jesus evitou adesões rápidas, fáceis e superficiais. Sua mensagem resultou em mais rejeição do que aceitação entre seus ouvintes.
Vemos isso claramente no encontro de Jesus com Nicodemos em João 3.
A forma como Nicodemos chegou para falar com Jesus, nos dias atuais do evangelicalismo barato, seria considerada como uma profissão de fé.

Qualquer pastor ou grupo evangélico consideraria Nicodemos um “convertido” honrado e repeitado e ninguém jamais questionaria sua salvação, pois Nicodemos além de ser um líder religioso e respeitado na sinagoga (tinha uma posição religiosa importante), procurou Jesus com uma declaração solene e entusiasmada:
Ele veio a Jesus, à noite, e disse: “Mestre, sabemos que ensinas da parte de Deus, pois ninguém pode realizar os sinais milagrosos que estás fazendo, se Deus não estiver com ele”. (‭João‬ ‭3‬:‭2‬)

Mas Jesus que conhecia a incredulidade e a autojustiça do coração dele e tratou-o como incrédulo e não interpretou “sua atitude positiva” como uma profissão de fé.

E deixou Nicodemos chocado ao declarar a ele que era necessário que ele nascesse de novo:
“Em resposta, Jesus declarou: “Digo a verdade: Ninguém pode ver o Reino de Deus, se não nascer de novo”. (‭João‬ ‭3‬:‭3‬)

Por que Jesus deu essa resposta a Nicodemos?
Por que Jesus não ficou impressionado com a “fé” de Nicodemos ao declarar e reconhecer que ele era da parte de Deus e que realiza muitos sinais?
Por que Jesus respondeu uma pergunta que Nicodemos nem mesmo havia feito?

Porque Nicodemos é uma ilustração do que é uma fé falsa e Jesus conhecia o seu coração.

Os pontos da fé falsa de Nicodemos:
. Sua mente, até certo ponto, aceitava a verdade de Cristo, porém seu coração permanecia não regenerado
. Sua religião e sua fé eram baseadas em obras e autojustiça – cumprimento legalista de leis pois cria que a salvação era alcançada através das obras humanas

Jesus não elogiou Nicodemos por seu legalismo, por sua confissão sobre seus milagres, por seu elogio à Jesus. Jesus tirou dele qualquer esperança falsa de salvação sem o novo nascimento espiritual e isso o deixou chocado porque o nascer de novo era algo que Nicodemos não podia operar por si mesmo, dependia totalmente da graça de Deus.

O barateamento do Evangelho de Jesus engana as pessoas com a falsa esperança de levantar a mão, ir lá na frente, gostar do pastor e da “igreja”, participar dos cultos e atividades e ir ficando por ali como se isso já garantisse sua salvação.

O Evangelicalismo barato nem toca nos assuntos principais do evangelho de Jesus: o pecado, o arrependimento e o nascer de novo. Sem esse entendimento, o homem decaído não reconhece sua condição de estragado pelo pecado e sua total necessidade da misericórdia e da graça de Deus, dada através de seu Filho Jesus.

Por isso Jesus repetiu: “Não te admires de te ter dito: Necessário vos é nascer de novo.” (‭João‬ ‭3‬:‭7‬)

Jesus deixou claro nessa conversa com Nicodemos que toda sua religiosidade, sua fé em si mesmo, em seus rituais religiosos, no cumprimento de leis, regras e protocolos de sua religião, mesmo que com todo seu esforço, compromisso e boas intenções, não lhe daria a vida eterna. Que a única coisa que realmente importava era nascer de novo, era sua regeneração completa e que nada que ele pudesse fazer por mais que se esforçasse por suas próprias forças, lhe daria uma nova natureza regenerada.

O que mais chocou Nicodemos foi que essa obra era de Deus, totalmente pela graça, imerecida, totalmente pela misericórdia de um Deus amoroso que chama o homem a reconhecer seu estado de decaído e necessitado de sua oferta de perdão.

É essa verdade essencial que não é mais pregada hoje em dia no evangelicalismo de ofertas das bençãos de Deus: todo homem é nascido em pecado e só em Jesus que o homem pode ser regenerado, nascer de novo para Deus, arrependam-se e se submetam ao Rei dos Reis, Jesus, o Senhor e Salvador enviado por Deus para reconciliar o mundo com Deus.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s