O que há em mim para que me ames tanto assim meu Senhor? 

O que eu pecadora, sopro que logo passa, tem para lhe dizer Senhor que tanto queres ouvir? Tu que lançou os fundamentos da terra?
O que eu pecadora, barro, pó, posso lhe dizer meu Senhor que tanto lhe interessa? Tu que comandas o Universo, o sustenta com tuas mãos e que governas tudo que existe?
O que há em mim para que me ames tanto assim meu Senhor? Nada. Tu me amas pelo que tu és: tu és o próprio amor, tu és Deus perfeito e bom.
O que há em mim para me amar tanto assim meu Senhor? Nada. Tu me amas porque tú és o próprio amor, a própria bondade, a própria virtude.
Tu és o grande EU SOU.
Eu sou pó, criada pelas tuas poderosas mãos, existo porque desejaste que eu nascesse, tu pensaste em mim, tu me fizeste e existo por ti e para ti.
O que há em mim para que me ames tanto meu Senhor?
Em mim não há nada, sou pobre, vazia e nada tenho para lhe oferecer meu Senhor.
Em mim só existe o teu desejo de ter me feito, em mim só existe o teu fôlego de vida, em mim só existe tua virtude e nada mais tem valor em mim mesma.
“Deus é como uma montanha, cada vez que vc se aproxima mais e mais dEle, vc vai descobrindo o quão grande e poderoso Ele é e o quão pequeno e insignificante vc é diante daquela grandeza.”

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s