Não tenha medo de Deus, tenha temor e reverência

A Bíblia diz em Salmos que “Toda a terra tema o Senhor; tremam diante dele todos os habitantes do mundo. Pois ele falou, e tudo se fez; ele ordenou, e tudo surgiu.” (Salmos 33:8, 9).

Imagem

O temor do Senhor reconhece que Deus é soberano, supremo e é tudo que realmente importa e que “Dos céus olha o Senhor e vê toda a humanidade; do seu trono ele observa todos os habitantes da terra; ele, que forma o coração de todos, que conhece tudo o que fazem.” (Salmos 33:13-15 NVI)
O temor do Senhor é a reação à sua Santidade, é saber que Deus é temível e também glorioso.


O temor é o senso de pavor reverente diante da soberana grandeza de Deus, é estar ciente que, juntamente com seu ódio pelo pecado, Ele está determinado, em sua bondade, a perdoar e a expiar o mal, como diz no Salmos 130:3 : “Se tu, Soberano Senhor, registrasses os pecados, quem escaparia? Mas contigo está o perdão para que sejas temido.” 
Temor é senso de respeito e reverência que inspira a verdadeira adoração e reconhecimento.
O temor de Deus requer um Deus glorioso, diante do qual devemos tremer e prostra-nos com reverência.
Ele é grande para ser louvado.
Ele é mais temível do que todos os deuses.
Esplendor, glória e majestade lhe pertencem. Ele reina, Ele é o Rei dos reis, o Senhor dos senhores. 
Deus não existe por causa do homem, o homem existe por causa de Deus, ele foi criado por Deus e para Deus. Essa consciência de ser criatura de Deus, coloca o homem numa posição correta de submissão ao seu Criador e Pai, reconhecendo sua total dependência dAquele que o criou.
O Deus da Bíblia é o supremo objeto de adoração, Jesus Cristo salva os pecadores e os transforma em adoradores de Deus, Ele restaura o homem arruinado e caído para que adore a Deus em verdade.
A chave para interpretar a vida é a existência, a natureza e a glória de Deus, Seu poder e imensidão; é saber e entender que somos suas criaturas e Ele é nosso Criador.
” Fomos criados para Deus e não teremos descanso enquanto não acharmos descanso nEle.” Agostinho
O homem sábio respeita e reverencia a Deus pois tem conhecimento de que Deus é poderoso e pode fazer tudo o que quiser. “O temor do Senhor é o princípio da sabedoria.” (Provérbios 9:10)
O livro de Salmos diz: “O temor do Senhor é o princípio da sabedoria; todos os que cumprem os seus preceitos revelam bom senso.” (Salmos 111:10) – o bom senso e o discernimento são bênçãos para aqueles que temem ao Senhor.
Para o homem insensato, o caráter de uma pessoa vale menos do que sua aparência, mas o homem que teme ao Senhor aprende a viver com os verdadeiros valores da vida.
O oposto do homem sábio é o homem insensato e a definição bíblica de insensatez é concisa: “Diz, no seu coração, o insensato: Não há Deus.”(Salmos 14:1)
O insensato não reverencia ao Deus verdadeiro, tem seus próprios deuses, é autônomo e faz suas próprias leis sem levar em consideração as leis de Deus, trilham o caminho que leva à satisfação pessoal; seus desejos e aspirações pessoais, religiosas e profissionais são o centro de tudo que move suas vidas, não há espaço para Deus em seus corações, só há espaço para satisfazer seus próprios desejos.
Na Bíblia o sentido da palavra temor do Senhor não é ter “medo” ou “terror” (esse sentido é o mais comum entre nós), mas sim o sentimento de “reverência, respeito, espanto”.
“O meu corpo estremece diante de ti; as tuas ordenanças enchem-me de temor.” (Salmos 119:120 )
Que nossa carne deve tremer por temor a Deus é compreensível porque Deus é um Deus santo e justo, que odeia o pecado e o pune severamente nessa vida e na vida porvir. Nossa carne teme diante de Deus, porque somos pecadores e Ele é um Deus Santo.
Mas se conhecemos o amor de Deus por nós, nunca precisamos ter medo dele. Como podemos ter medo de chegar à presença daquele que nos ama? O amor lança fora o medo. 
Se, por outro lado, não conhecemos o amor de Deus, então temos medo dele, porque somos, em nós mesmos, pecadores que certamente receberão o justo castigo pelo pecado. Mas quando o amor de Deus, revelado na cruz de Jesus Cristo, é derramado em nossos corações, então esse amor lança fora o medo.
O espanto é porque nos maravilhamos nEle que por mera graça e sem qualquer mérito da nossa parte, nos fez objetos de seu amor e nos deu Cristo, seu próprio Filho, a fim de nos tornar seu povo.
O temor é, portanto, ter tanto receio de ofender a Deus com nossos pecados, tendo ele feito tanto em nosso favor, que somos cuidadosos em obedecê-lo em tudo o que fazemos, com total respeito e reverência à Sua santidade.
Eis porque “o temor do SENHOR é o princípio da sabedoria”. Portanto, nós “cumprimos os seus mandamentos”, e cantamos o seu “louvor” (Salmo 111:10).

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s