Para que você nasceu?

Já ouvi todo tipo de resposta para essa pergunta:

1. Nasci para ser feliz

2. Nasci para brilhar

3. Nasci para cumprir uma missão na terra ( e a pessoa não tinha idéia de que missão é essa)

4. E um irmão uma vez me disse que nascemos para “dominar” e se baseou em Génesis 1

Todas essa respostas tem uma coisa em comum: o homem como centro e como o propósito da criação. Esse foco biblicamente é errado, o centro de tudo é e sempre foi, desde antes da criação, a glória do próprio Deus, que converge todas as coisas em Cristo, seu filho amado ( Ef 1: 10)

O homem foi feito para adorar seu Criador.

O homem foi feito para a glória do próprio Deus.

O mundo físico ( toda a criação) existe para manisfestar o infinito poder e a multiforme sabedoria de Deus e para externar a grandeza do seu Criador: Jesus Cristo.

Toda a criação manifesta os atributos eternos de Deus, Deus se revela em sua criação. A sua glória é vista nas coisas que Ele criou, de tal forma que a humanidade é indesculpável e lemos isso em  Romanos 1: 19 -23 que  diz: “pois o que de Deus se pode conhecer é manifesto entre eles, porque Deus lhes manifestou. Pois desde a criação do mundo os atributos invisíveis de Deus, seu eterno poder e sua natureza divina, têm sido vistos claramente, sendo compreendidos por meio das coisas criadas, de forma que tais homens são indesculpáveis; porque, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe renderam graças, mas os seus pensamentos tornaram-se fúteis e o coração insensato deles obscureceu-se e mudaram a glória do Deus imortal por imagens feitas segundo a semelhança do homem mortal, bem como de pássaros, quadrúpedes e répteis.'”

A palavra-chave nesse texto é “mudaram” => eles mudaram a glória de Deus para adorar as coisas criadas.  O homem foi projetado para adorar, idolatrar a grandeza é uma característica inata do ser humano, fomos criados para a facinação que a glória de Deus evoca. Por isso o homem é encantado com os esportes e a quebra de records, a superação física dos atletas e por suas façanhas que um mortal comum não pode realizar. A adoração é uma reação à grandeza.

Quem não adora a Deus, não pára de adorar, simplesmente adora outra coisa no lugar de Deus.

A idolatria é o amor às coisas criadas, em vez do amor a Deus. Muitos podem ser nossos ídolos, além de deuses falsos e imagens de “santos”, os ídolos do nosso coração podem ser a ganância, lascívia que é a luxúria, o sexo e os desejos descontrolados, a cobiça, a vaidade do poder e da influéncia, um emprego e seu desempenho, compulsão pelo sucesso, uma pessoa amada, posses e riquezas, necessidade de emoções e sensações novas.

O ídolo do seu coração é a motivação que te leva a viver como você vive e a fazer o que faz todos os dias da sua vida, isso é o seu deus, quem te governa, quem te estimula, quem te rege.

Ou você vive debaixo do governo de Deus e recebe nova vida em Cristo para adorá-lo ou você cria seus próprios deuses e vive para si mesmo.

Leia o primeiro capítulo de Efésios e perceba quantas vezes Paulo repete a expressão: ” para o louvor da sua glória/ graça”

Porque Deus nos escolheu nele antes da criação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis em sua presença. Em amor nos predestinou para sermos adotados como filhos, por meio de Jesus Cristo, conforme o bom propósito da sua vontade, para o louvor da sua gloriosa graça, a qual nos deu gratuitamente no Amado. Nele temos a redenção por meio de seu sangue, o perdão dos pecados, de acordo com as riquezas da graça de Deus, Nele fomos também escolhidos, tendo sido predestinados conforme o plano daquele que faz todas as coisas segundo o propósito da sua vontade, a fim de que nós, os que primeiro esperamos em Cristo, sejamos para o louvor da sua glória. Quando vocês ouviram e creram na palavra da verdade, o evangelho que os salvou, vocês foram selados em Cristo com o Espírito Santo da promessa, que é a garantia da nossa herança até a redenção daqueles que pertencem a Deus, para o louvor da sua glória. (Efésios 1:4-7, 11-14 NVI)

Esse texto de Efésios nos explica para que nascemos: Deus nos predestinou para sermos adotados como filhos, por meio de Jesus Cristo, para louvor da sua glória.

Quem vê a Bíblia com um enfoque humanista (o homem no centro de tudo), conclue que o propósito de Deus era a salvação dos homens e que nosso alvo como cristãos era chegar ao céu. Tudo girando em torno do homem e de suas necessidades e não com o foco na Glória de Deus.

Se, antes da fundação do mundo, Deus tinha o propósito de salvar o homem, então Deus é cúmplice do pecado, porque Deus necessitava que o homem pecasse para cumprir seu propósito. A salvação não era o propósito do coração de Deus. A redenção foi necessária por causa da queda. A queda não

foi “programada” para que houvesse salvação.

“Também disse Deus; Façamos o homem à nossa imagem conforme a nossa

semelhança.” (Gn 1.26). Quando Deus criou o homem, Ele queria uma família de homens semelhantes a Ele e isso foi antes do pecado e da queda do homem. Ele queria ter filhos com a sua imagem, com a sua natureza e com a sua vida. Deus queria ter uma grande família que expressasse na terra a sua glória e autoridade.

Quando o homem pecou, ele perdeu a vida e a imagem de Deus. Tornou-se uma outra criatura. Não era mais o mesmo homem, era uma homem morto para Deus e inútil para o seu propósito. Toda a descendência de Adão ficou arruinada e inútil para o Propósito de Deus.

“Portanto, assim como por um só homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porque todos pecaram.” (Rm 5.12)

Por isso, Deus teve que criar uma nova raça de homens e Ele fez isso em Cristo:“E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura;as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas.” (2 Co 5.17). Por isso Jesus veio ao mundo, se tornou homem, nasceu de Maria, viveu entre nós sem pecado, morreu em nosso lugar e ressuscitou, vencendo a morte para termos vida nEle.

O homem se torna uma nova criatura em Cristo, recebe a natureza de Deus (2Pe 1.4) e a imagem daquele que o criou (Cl 3.10), quando crê naquele que o Pai enviou (Jo 6.29), nega-se a si mesmo, toma a sua cruz e perde a sua vida (Mt 16.24,25), recebe o senhorio de Jesus (Rm 10.9) e se batiza em Cristo (Mc 16.16).

Toda a glória do plano de Deus não se perdeu com o pecado. Deus não desistiu do seu propósito – “Cristo em vós, a esperança da glória.” (Cl 1.27).

Por meio de Cristo, Deus restaura o seu propósito, gerando uma nova raça de homens à sua imagem e semelhança.

Deus regera o homem e lhe dá nova vida em Cristo para sua própria glória e não para fazer o homem feliz. Deus nos dá uma nova vida em Cristo para cumprir o seu própósito que sempre foi o mesmo e nunca mudou: Deus quer uma família de muitos filhos semelhantes a Jesus.

“Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. Porquanto aos que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos.” (Rm 8.28-29)

“Até que todos cheguemos à unidade da fé e do pleno conhecimento do Filho de Deus, à ser homem perfeito, à medida da estatura da plenitude de Cristo.” (Ef 4.13).

Você foi criado por Deus, para a Glória dEle, para fazer parte da família dEle, mas não existe nenhuma outra forma de fazer parte dessa família de Deus a não ser através de Jesus Cristo.

Para “se encontrar”, achar “seu lugar no mundo”, descobrir porque você está aqui, procure Jesus, Ele é o caminho, a verdade e a vida! Creia em Cristo que foi a solução de Deus para o homem ser útil novamente para Ele, arrependa-se renda-se ao senhorio de Jesus, seja batizado em Cristo e receba nova vida, vida útil e viva para a glória de Deus e faça parte da família de Deus, seja um dos filhos que Ele voltará para buscar e sua vida será cheia de propósito: o propósito de Deus.

Anúncios

2 comentários sobre “Para que você nasceu?

    • Que bom que gostou dos meus textos, fico feliz. Esse entendimento sobre quem somos e sobre o que Deus espera de nós ė absolutamente essencial para cada um de nós e quero lhe incentivar a ler a Bíblia, comece pelo livro de João, a Bíblia ė a carta dE amor de Deus ao homem, Ele se revela a nós através da sua Palavra. Deus lhe abençoe. Bjs

      Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s