Paulo, Lutero, Agostinho e eu

Não consigo me sentir bem com o discurso de alguns irmãos que dão ênfase demais ao meu maior inimigo: o EU.

Irmãos que vivem declarando: vc tem valor, Deus te ama e Jesus morreu por vc. Se valorize, vc pode mais, vc pode tudo, vc é filho do Rei do Universo.

Claro que em cada uma dessas afirmativas existe uma parcela de verdade, pois Em Cristo, somos filhos do Deus todo poderoso.
Mas o que somos fora de Cristo? Nada!
Acho que minha reserva é quanto a ênfase dada por esses irmãos, tiram o foco em Jesus e colocam no homem, para que tanta ênfase no homem? Não vejo fundamento nisso.


Depois que Deus me converteu, 24 h por dia tenho consciência que sem Deus eu ainda estaria cega e perdida, Ele me chamou, Ele me tocou, Ele me convenceu, Ele me converteu, Ele me quebrou, Ele me regenerou, Ele, Ele, tudo Ele. Todo mérito é dEle.
Eu não merecia seu amor, sua misericórdia, seu perdão, mas pela graça, Ele me deu o que eu não merecia e pela sua misericórdia, não receberei a condenação que merecia receber.
Todo mérito é dEle, a ênfase é nEle e não em mim, porque em mim não há bem algum, como Paulo diz em Romanos 7:18: “Sei que nada de bom habita em mim, isto é, em minha carne. Porque tenho o desejo de fazer o que é bom, mas não consigo realizá-lo”.
Eu me identifico mais com as declarações do apóstolo Paulo, de Martinho Lutero e de Agostinho, homens que viveram aos pés da cruz e que deram ênfase à Jesus e não a si mesmos. 
Paulo enfatiza em todas as suas falas Jesus, e quando fala dele mesmo, se refere a escória e pior dos pecadores. “Cristo Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores, dos quais eu sou o pior.” (1 Timóteo 1:15) 
Lutero declarava: “Não tenho outro nome, senão o de pecador; pecador é meu nome; pecador, meu sobrenome.” 
E Agostinho dizia: Toda minha esperança está depositada só em tua misericórdia, que é imensamente grande.
A questão desses homens não era problema de baixa auto-estima, a questão era consciência da guerra que existe dentro de todos convertidos: entre a carne e o Espírito, porque após sermos regenerados, o pecado continua a habitar em nossa carne e teremos que lutar com ele até recebermos novos corpos.
Somos pecadores, continuamos pecadores, morreremos pecadores, redimidos e lavados pelo sangue de Cristo.
A ênfase é nEle.
Porque como Paulo diz em 1 Coríntios 1:31: “Quem se gloriar, glorie-se no Senhor”.

Imagem

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s