Um evangelho distorcido produz falsos cristãos! Cuidado.

O Evangelho do Reino ( Parte 1)

“E será pregado este evangelho do reino por todo o mundo, para testemunho a todas as nações. Então, virá o fim.” Mt 24:14
Vivemos tempos de restauração da Igreja. Restauração da verdade e da doutrina. Restauração de valores e princípios que se haviam enfra- quecido e até perdido, entre os quais está o Evangelho do Reino.
A pregação do evangelho, em grande parte da igreja, distanciou-se da ensinada e praticada por Jesus e pelos apóstolos.
A apresentação de Cristo e seu governo sobre o homem foi substituída por um evangelho centralizado no homem e sua felicidade, apresentando a Cristo como meio de atender aos desejos e interesses do próprio homem, por conseqüência, muitos dos que hoje freqüentam as igrejas não conhecem a Deus e não serão salvos.


O Evangelho do Reino não é um movimento ou denominação, é a poderosa palavra do evangelho a ser anunciada a todas as nações, por todo o povo de Deus. Se quisermos fazer discípulos de Jesus, necessitamos anunciar o Reino de Deus.
A missão que Jesus nos confia, como discípulos, é tremenda: “Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações” => temos a tarefa de ser seus colaboradores para resgatar homens e mulheres da morte e das trevas e conduzi-los ao seu Reino de amor.
E a primeira ferramenta que o Senhor nos dá para realizarmos esta tarefa é o Evangelho. Paulo declara que o Evangelho é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê.

O Evangelho é a palavra de Deus aos homens, declarando-lhes o Seu amor, convocando-os ao arrependimento e dando-lhes a grande notícia da salvação.
É impossível fazer discípulos se não pregarmos o evangelho corretamente. Porque?
Existe um princípio absoluto: uma semente boa produz um fruto bom; uma semente ruim produz um fruto ruim
Esse princípio é válido tanto para a agricultura como para a vida espiri- tual.
Em Mt 13.3-9, 18-19, Jesus fala de um semeador, os solos são vários, mas a semente é uma só.

O que é a semente, segundo Jesus? A semente é a Palavra.
A semente é o Evangelho que é pregado.
Qual era o Evangelho que Jesus pregava? Qual era a semente que Jesus semeava? A semente era a palavra do Reino.
A qualidade do Evangelho pregado a uma pessoa é importantíssima, pois vai definir a qualidade de cristão que a pessoa será.
Um evangelho verdadeiro produz cristãos verdadeiros. Um evangelho distorcido produz cristãos falsos. Se pregarmos um Evangelho inteiro e verdadeiro, obteremos cristãos inteiros e verdadeiros. Os discípulos em Atos eram fruto de um Evangelho verdadeiro, por isso eram verdadeiros discípulos.
Jesus semeou uma boa semente, um bom evangelho, e por isso colheu bons discípulos, um bom fruto. A qualidade ruim dos cristãos modernos é por causa do evangelho que é pregado.

Qual o evangelho que Jesus pregava? Observemos bem a semente que Jesus semeava:
. “Daí por diante, passou Jesus a pregar e a dizer: Arrependei-vos, porque está próximo o reino dos céus.” (Mt 4.17)
. “Percorria Jesus toda a Galiléia, ensinando nas sinagogas, pregando o evangelho do reino e curando toda sorte de doenças e enfermidades entre o povo.” (Mt 4.23)
. “E percorria Jesus todas as cidades e povoados, ensinando nas sinagogas, pregando o evangelho do reino e curando toda sorte de doenças e enfermidades.” (Mt 9.35)
. “E será pregado este evangelho do reino por todo o mundo, para testemunho a todas as nações. Então, virá o fim.” (Mt 24.14)
Jesus pregava um evangelho qualificado: o Evangelho do Reino.
. “Ele, porém, lhes disse: É necessário que eu anuncie o evangelho do reino de Deus também às outras cidades, pois para isso é que fui enviado.” (Lc 4.43)
. “Aconteceu, depois disto, que andava Jesus de cidade em cidade e de aldeia em aldeia, pregando e anunciando o evangelho do reino de Deus, e os doze iam com ele,” (Lc 8.1)
Jesus pregava um evangelho qualificado, uma semente qualificada.

O que significa “Evangelho do Reino”?
O termo “Evangelho” significa “Boas Novas”, isto é “Boas Notícias”.
O termo “Reino” significa “Governo”, “Reinado”, ou “ação de reinar”. Então, literalmente, a expressão “Evangelho do Reino” significa “Boas Notícias do Governo de Deus”.
Pregar o Evangelho do Reino é anunciar as boas notícias de Cristo e do seu Governo sobre a vida do homem. É apresentar a Jesus como Rei e Senhor do homem.
Interrogado pelos fariseus sobre quando viria o reino de Deus, Jesus lhes respondeu: Não vem o reino de Deus com visível aparência. Nem dirão: Ei-lo aqui! Ou: Lá está! Porque o reino de Deus está dentro de vós.” (Lc 17.20-21)
De outra forma, podemos dizer que um reino é um território onde um rei governa. É o lugar onde a autoridade de um rei é reconhecida. O Reino de Deus é onde Deus reina. O Reino de Deus está na vida de um discípulo.

A Bíblia diz que existem dois reinos. O Reino de Deus e o Reino das Trevas (Cl 1.13). No Reino das Trevas estão todos aqueles que não reconhecem a autoridade de Jesus sobre suas vidas. No Reino de Deus estão todos aqueles que reconhecem a autoridade de Cristo e se submetem ao seu governo.
Portanto, vemos que na pregação do evangelho é essencial colocarmos as bases do governo de Deus sobre a vida do homem.
Se pregarmos salvação, sem as condições para seguir a Cristo, não formaremos verdadeiros discípulos.

O que significa a palavra Senhor? A palavra “Senhor”, no tempo de Jesus e dos apóstolos, era Kyrios.
Kyrios significava ser dono de alguém, senhor absoluto da pessoa. Ter o direito de vida e de morte sobre ela. Era o senhor dos escravos.
Se uma pessoa chamava alguém de Kyrios, estava dizendo que ele tinha autoridade e poder total sobre ela.
O César romano era o kyrios. No império romano existiam vários reis debaixo do César, mas um só kyrios. Quando os apóstolos apresentavam Jesus não só como Rei, mas como o Kyrios, estavam colocando-o como autoridade máxima sobre todos.

Proclamar o Senhorio de Cristo e o Reino de Deus é anunciar que existe um centro do Universo. E, nesse centro, está o trono de Deus. Ele reina. Sempre reinou. Seu reino é o de todos os séculos. Ele reina sobre tudo o que existe. Sustenta todas as coisas pela palavra do seu poder. Ele é a autoridade suprema do Universo. Reina sobre os anjos, sobre os principados e potestades.
Reina sobre as nações, sobre os reis, sobre todos os homens e sobre a natureza. Ele é o Senhor. Aleluia.

FONTE: files.discipulosemgoiana.com.br/200000172-e4a4fe9c0e/AP5%20-%20Evangelho%20do%20Reino.pdf

http://www.fazendodiscipulos.com.br
Tele fax. (71) 3327-2343 / 3327-2304
E-mail: fazendodiscipulos@fazendodiscipulos.com.br

Anúncios

Um comentário sobre “Um evangelho distorcido produz falsos cristãos! Cuidado.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s